Slider

Vídeos

Notícias

Ministérios

Artigos

Formação e Espiritualidade

RCC Brasil

Dioceses

» » » » » #EEMP O Senhor sempre vai dizer aquilo que precisamos ouvir



A Santa Missa foi presidida pelo padre Flávio, da paróquia de Serra Preta, concelebrada pelo padre Evangevaldo de Almeida, diretor espiritual da RCC Feira e pároco da Paróquia Nossa Senhora Aparecida no bairro Feira IX.

O padre iniciou dizendo que gosta de estar em um ambiente onde sabe que todos querem beber da fonte, pois assim as coisas fluem, o Espírito Santo chega com facilidade, até por que os que ali estavam, conhecem a Palavra a palavra de Deus.

Em sua homilia, o Padre Flávio iniciou lembrando que por mais que às vezes nos preocupemos antes de fazer uma pregação, Deus sempre vai usar de nós como instrumentos. Como o próprio Deus disse a Jeremias: “Não se preocupe, eu porei palavras na tua boca.” O Senhor sempre vai dizer aquilo que precisamos ouvir.

A Palavra a partir da primeira leitura relata sobre os falsos pastores que são prejudiciais ao povo de Deus, porque a missão do pastor é congregar, reunir e trazer para perto de si as ovelhas essa é a missão real do pastor. E quando o pastor não tem consciência da sua missão às ovelhas vão se dispersando.

Mas no segundo momento, Jeremias traz um novo alento:“Reunirei o resto das minhas ovelhas, suscitarei para elas pastores.” Agora, Jeremias não se refere a qualquer pastor, mas aquele que deseja assumir o coração de Deus. “O verdadeiro pastor é aquele que conduz as ovelhas com o coração de Deus”. Todas as vezes que queremos conduzir o nosso grupo com o nosso coração, vai dar problema. É preciso conduzir o povo com o coração de Deus.

Por isso, nosso coração deve estar escancarado para a vontade de Deus, senão dispersa o rebanho. Muitas vezes o coordenador acaba dando um “tiro” e assusta o rebanho, esse “tiro” é a incoerência. O coração de Deus deve ser coerente, justo e  nobre, que acolhe quando as ovelhas estão sofrendo.

É preciso apascentar as ovelhas, dar segurança. Devemos amar e acolher com o coração de Cristo, pois só assim levaremos segurança para o povo que  esperam de nós uma palavra segura, que os conforte e essa é a promessa do Antigo Testamento.  

A Palavra ainda diz que fará nascer um descendente de Davi. Davi que foi um grande rei, firme em suas posições, sem cobrar altos impostos, garantindo segurança e vida digna para seu povo. E realmente, o nosso povo precisa de dignidade e segurança no seu pastor/coordenador. E quando encontram isso as ovelhas se sentem confortadas, não é simplesmente ir lá e ministrar a Palavra ou fazer coisas mirabolantes, mas deve acompanhar e pastorear.

Na caminhada encontraremos pessoas que fazem coisas melhores do que nós, mas não é isso que está em jogo, e sim a minha forma de acolher, de acompanhar e servir a Deus. “O que conta é o testemunho e não quantidade de milagres.”O evangelho mostra que Jesus teve compaixão. E nós devemos ser o seu exemplo tendo compaixão dos nossos irmãos, com cuidado para não olhar o problema do outro e se envolver, mas sofrer com ele. Pois quando estamos de fora do problema temos a capacidade de olhar diferenciado de cima para ajudar o outro. E Jesus começa a falar com o objetivo de curar a necessidade de cada um, pois aquelas ovelhas estavam ali em busca de cura. E a palavra com amor cura as pessoas. Muita gente já foi curada com apenas uma palavra.

A segunda leitura fala que Cristo nos escolheu antes da fundação do mundo. Que nos faz entender melhor a passagem de Paulo aos Romanos que fala que de Deus vinhemos e para Deus vamos voltar. Significa que desde o nosso nascimento já estávamos em Deus e o ventre da nossa mãe é apenas um instrumento para nos trazer a esse mundo, nos fazendo crescer espiritualmente para depois retornarmos ao Primeiro Amor.

Enquanto o tempo não chega vamos passar pelo vale de lágrimas, porém com o coração aberto em Cristo. Para que nenhuma chaga fique sem ser curada e nenhuma lágrima fique sem ser enxugada, pois a nossa missão é se curar primeiro para que possamos curar o próximo. Ninguém tá pronto, iremos aprendendo dia após dia, nos curando para a missão que é árdua.

O nosso coração e a nossa mente deve estar em constante sintonia com o Pai. “O coordenador é aquele que precisa estar todos os dias banhado na graça do Espírito Santo para não cair, pois se ele cair o povo de Deus também cai.”

A nossa força vem de Deus e para que permaneçamos de pé precisamos estar de joelhos. O nosso coração precisa estar de joelhos frente ao coração de Deus como forma de humildade, pois como diz São Paulo é na humildade que Deus nos exalta e toda obra feita não é humana. As obras da carne são pervesas, mas as obras do Espírito engrandecem a si mesmo e a humanidade.

Precisamos ser bálsamo para aqueles que ao longo da caminhada caíram e estão sem esperança, sem segurança, sem saber como se levantar, essa é a nossa missão como Renovação Carismática Católica.

Pe.Evangevaldo de Almeida, diretor espiritual da RCC Feira, ao término da Missa de Encerramento do Encontro expressou aos pregadores: “vocês estão neste encontro, neste retiro se abastecendo, mas vocês vão voltar para casa e vão encontrar as diversas realidades e devem levar tudo o que vivenciaram aqui para suportar e dar continuidade na missão de evangelizar. Não digam que está cansado (a), pois Deus cuida de vocês e que o amor seja sempre o combustível da sua caminhada”.

«
Next
Postagem mais recente
»
Previous
Postagem mais antiga