Slider

Vídeos

Notícias

Ministérios

Artigos

Formação e Espiritualidade

RCC Brasil

Dioceses

» » » » » Que família desejamos constituir?

Encontramo-nos fazendo este questionamento: que família desejamos constituir? E Deus nos levou a percorrer um caminho que gostaríamos de partilhar com vocês. Esperamos, assim, como foi de grande importância para nós, sejas também para você e sua família.

Temos a  família de Nazaré como um grande exemplo que devemos seguir. Vamos refletir estas três perguntas a seguir para obtermos a resposta: Quais cuidados têm depositado à casa de Deus? Como temos cuidado daqueles a qual Deus nos confiou? O que tem buscado e esperado de Deus?

QUAIS CUIDADOS TÊM DEPOSITADO À CASA DE DEUS?
Vamos fazer uma analogia: Em Gen 1, 26, Deus diz: “Façamos o homem à nossa imagem e semelhança”. Em Gen 2, 2-3 “No sétimo dia Deus já havia concluído a obra que realizara, e nesse dia descansou. Abençoou Deus o sétimo dia e o santificou, porque nele descansou de toda a obra que realizara na criação”. Gen 2, 8 “Ora, o Senhor Deus tinha plantado um jardim no Éden, para os lados do leste; e ali colocou o homem que formara”. Gen 2, 24 “Por essa razão, o homem deixará pai e mãe e se unirá à sua mulher, e eles se tornarão uma só carne”

Na Bíblia, Deus nos diz que somos a sua imagem e semelhança, logo, devemos em gratidão a Deus fazer tudo o que lhe é agradável. Guardar o Dia do Senhor e ir a sua casa é reconhecer a sua grandeza e bondade. Deus nos ama tanto que nos colocou no jardim, para cuidar de tudo que tinha criado, Ele deseja nos vê sempre bem, e indo mais alem, Ele nos diz que quando casamos nos tornamos um. Para dizer a nós que quando acolhemos o que Ele nos pede, o amor entre nós deve ser de tal forma autentico e sincero que não terá mais duas pessoas, dois universos, seremos um, e formaremos uma só família. 

Como uma família constituída por Deus, de forma tão perfeita, o que temos feito em gratidão a este Deus que não deixa de nos amar? Deus nos deu o exemplo, Mesmo Ele sendo Deus, descansou no sétimo dia. E nós temos guardado o dia do Senhor? Temos ido à casa de Deus com a nossa família? Temos depositado o nosso tempo para cuidar da casa de Deus? 

COMO TEMOS CUIDADO DAQUELES A QUAL DEUS NOS CONFIOU?
Deus nos confiou à criação, nos confiou um lar em harmonia que exala o perfume das flores, o perfume do amor, o perfume da comunhão. Ele nos colocou em um Jardim. Temos permanecido neste jardim? Temos depositado o nosso tempo para cuidar deste jardim? Temos dado o nosso melhor para cuidar deste jardim? O que tem nos faltado?

Só nos encontraremos com Deus se permanecermos no Jardim, A presença suave, a força, a paz, ou seja, o combustível do nosso coração, só acharemos quando não nos afastarmos de Deus.
Se olharmos a nossa volta teremos de imediato as respostas a estas perguntas. Portanto, cabe a cada um de nós, com urgência, tomar as providências necessárias para pô-la em prática o que Deus nos pede.

A responsabilidade é de cada um de nós, não transferimos esta responsabilidade para o outro, não procuremos culpados, mas que precisamos colocar o nosso coração a disposição da reconstrução do jardim que perdemos e com a nossa família voltar para o mesmo.

O QUE TEM BUSCADO E ESPERADO DE DEUS?
“Deus é amor, e quem permanece no amor permanece em Deus e Deus nele”. I Jo 4,16. Sendo Deus amor, devemos esperar de Deus somente o amor, o mais virá por acréscimo e pelo grande amor por Ele dispensado a cada um de nós. Para muitos, hoje, Deus não existe, ou Ele é o seu empregado. E você? O que Deus é para você e sua família? Tem sido Ele o Centro de vossas vidas? Tem sido para você e sua família motivo de louvor e gratidão mesmo diante das tempestades? 

Diante destas reflexões, devemos atentar ao que Deus tem nos pedido nos tempos atuais: 
  • Parar e ir à casa de Deus para escutá-lo e adorá-lo, buscá-lo na sua Palavra, tem sido um dos apelos, este gesto trará para nós, a sabedoria, pois esta provem da escuta;  traz também a submissão, nos fazendo pessoas mais humildes e portadoras do amor;
  • Ter temor ao Senhor, guardando os seus mandamentos e a sua Lei. Quem teme ao Senhor e guarda os seus mandamentos, atravessa as tempestades da vida e alcança a vitória na mais perfeita paz. "Até quando vos recusareis a observar meus mandamentos e minhas leis?" Êxodo 16, 28.
"Com uma grandiosa manifestação de justiça, as famílias saberão que eu sou o Senhor, quando eu estender a mão sobre elas". Êxodo 7,5. É promessa de Deus para as famílias neste tempo, Ele quer libertar as famílias da escravidão que se encontram. Cabe a nós Confiar e obedecer para recebermos esta libertação.

COMO FILHOS AMADOS E PRECIOSOS PARA DEUS, DEVEMOS:
  • Colocar-se a serviço de Deus. "Aquele que o faz não faltará a providencia divina, assim como não faltou o alimento aos israelitas nos quarenta anos que ficou no deserto". Ex 16, 35;
  • Manter a Esperança, pois quem confia a Deus não poderás faltar;
  • Liberar o nosso coração para Deus e teremos a paz e o jubilo permanente;
  • O resgate que esperamos vem de Deus, somente de Deus, os nossos sonhos devem ser os sonhos de Deus para nós, pois somente assim seremos felizes e completos;
  • A nós, pais, tenhamos, corações autênticos e eduquemos nossos filhos para que também tenham  corações autênticos; 
  • Como vela acesa no altar que nunca se apaga, não devemos deixar que o mundo roube  o tesouro que Deus nos deu, a  nossa família;
O Papa Francisco diz: A Família é um tesouro precioso e não “uma peça de museu”. No seu pronunciamento de 07/08/2018 ele também afirma: “Temos de promover medidas concretas e desenvolver o papel das famílias na sociedade com uma política familiar adequada”... “As grandes escolhas econômicas e políticas protejam as famílias como um tesouro da humanidade”. 

Permanecemos vigilantes, as tentações são enganosas e usurpadoras, não permitamos que estes destruam a identidade de filho de Deus, de família de Deus. A escola do filho e da família é a escola permanente do amor e do perdão, o nosso lar o palque. A caridade benfazeja deseja o bem do outro, o crescimento do outro, não há competição na escola do amor. Como dizem: Escola do pai, ofício do filho, que herança temos deixado para eles? “Bens materiais” estes perecem e são corroídos. “Bens celestiais” e valores morais, estes permanecem e perpetua de geração a geração e sempre serão reconhecidos pela comunidade que vivem". Voltar para o lar por saber que quando chegar, lá encontrará a paz, a alegria, o aconchego, o amor, a confiança, a cumplicidade;

Matrimônio e lares santos, provem da fidelidade, da permanência firme na aliança de Deus, portanto vamos ao encontro do Senhor enquanto Ele nos deixa encontrar. Maria encontrou graça por que foi ao encontro de Deus, no seu temor e amor permaneceu fiel e recebeu todas as graças necessárias para cumprir o seu papel e como premio foi assunta ao céu. É que Jesus, Maria e José é o modelo de família a ser seguido por todos nós. As graças do céu estão reservadas para a nossa família e é desejo de Deus encontrá-las com todos os seus na pátria celeste. 

Uma torneira com defeito pode secar toda água do reservatório: A família orante e vigilante, não deixa faltar o azeite, os tonéis de vinhos permanecem sempre cheios de vinhos de boa qualidade. A estupidez do orgulho, o consumismo desenfreado, a vaidade, o egoísmo, o individualismo só esvazia e distancia as famílias, formando ilhas. E não é isso que queremos para a nossa família. 

Filho pródigo – caia em si e voltai ao Pai, Ele está de braços abertos para ti receber, e ti dar vestes novas, submeta ao Senhorio de Deus, pois o seu julgo é suave, recorra a Deus para instruir o seu coração, e assim alcançar a sabedoria necessária para construir uma família edificada na rocha, portadora da graça de Deus. Lucas 15, 11-32.

É metanoia, é realeza, nossa caminhada de cristãos é uma eterna conversão. Necessitamos voltar cada dia, para nós mesmos, e para a realidade em que estamos e reconhecer-nos necessitados do amor de Deus. Para assim sermos Famílias guardadas no coração de Deus para exalar sempre o perfume do amor, do perdão e da gratidão, garantia da morada eterna.

O Papa Francisco na sua Exortação Apostólica Pós-Sinodal AMORIS LÆTITIA, sobre o amor na família, nos traz uma bela e rica reflexão sobre família, no qual ele pretendeu destacar que “a família torna concreto o dom através da beleza e da alegria do amor recíproco”. Possamos fazer uma leitura deste material para nos auxiliar nos cuidados que devemos ter com o tesouro que Deus nos deu: A FAMÍLIA. Vamos reunir a nossa família para rezar e louvar ao Senhor ao menos uma vez por semana. 

ORAÇÃO PELA FAMÍLIA

Pai, o teu desejo está inscrito no coração do homem e como Pai amoroso atrai o homem para si, por saber que a felicidade do homem está em encontrar a verdade que está em Ti.
Desejo construir uma intimidade contigo, Pai, sei que é propenso a misericórdia, por isso, te peço que me ajude a romper os ferrolhos do pecado que trava o meu coração a reconhecer que Tu és o meu Deus.
Tirai os meus olhos das preocupações exageradas. 
Renovai a minha fé e esperança, inflamai em meu coração o teu Amor.
Te convido a adentrar no meu lar e habitar conosco, Tu tens lugar privilegiado na minha família.
Quero viver como a família de Nazaré que em tudo foi agradável aos teus olhos.
Sagrada Família de Nazaré, rogai pela minha família e todas as famílias do mundo.
A minha casa é a Santa Casa de Deus. Na minha Família o Senhor realiza maravilhas.

Glórias e Glórias a Ti, Pai de Amor!!! 

Com aprovação Eclesiástica.

José Alves e Maria Rozeli Alves
Pais de Maria Ester
Coordenadores do Ministério para as Famílias da RCC no Estado da Bahia.

«
Next
Postagem mais recente
»
Previous
Postagem mais antiga