Slider

Vídeos

Notícias

Ministérios

Artigos

Formação e Espiritualidade

RCC Brasil

Dioceses

Frederico Mastroangelo é reeleito Presidente do Conselho Estadual da RCC Bahia


O Conselho Estadual da RCC Bahia está neste fim de semana reunido no Convento Dom Amando em Salvador, para realizar a Assembleia Eletiva. Nesta tarde (02 de novembro), foi reeleito Frederico Mastroangelo Simões Marques como o coordenador da Renovação Carismática Católica do Estado da Bahia para o biênio de 2019 a 2020. A Assembleia foi presidida pela coordenadora estadual do estado de Pernambuco, Maria José da Silva (Zezé), enviada como representante do Conselho Nacional da RCCBRASIL. 

Zezé refletiu na pregação Perene Pentecostes sobre as moções escritas no livro VEDE COMO ELES SE AMAM, suscitado e inspirado pelo Senhor à presidente do Conselho Nacional da RCCBRASIL, Katia Roldi Zavaris, durante o retiro do Conselho na Terra Santa, num momento de escuta profética da vontade de Deus para este tempo jubilar.  

Em João 15, 15-16, Zezé falou sobre o chamado do servo líder: “fomos não somente escolhidos, mas constituídos em autoridade, para realizar uma missão que Ele nos confiou neste tempo. Nos chamou, nos constituiu e nos envia para produzir frutos, e frutos que permaneçam. O fruto que precisamos conservar é a chama de Pentecostes acesa. Ela não pode se apagar. Você é guardião da chama de Pentecostes, que deve ser perene neste mundo”, frisou.

Em Mateus 25, 1-13, Zezé refletiu com o Conselho que é preciso vigiar: “vigiar sobre a nossa vida, nossa conduta enquanto eleitos, enquanto constituídos por Ele em autoridade. Vigiai o relacionamento com Ele e também com os irmãos. É necessário estarmos unidos, pois Pentecostes é testemunho de unidade e não de divisão. Como estamos nos portando diante daquilo que o Senhor nos confiou? Vigiai, para que não falte o óleo e nem a unção. “Sejam mais carismáticos”, destacou.  
O pleito foi realizado no início da tarde e seguiu os direcionamentos do Estatuto da RCC Bahia, para realizar o processo de votação. Foi feito um discernimento de quatro nomes sugeridos pelos coordenadores diocesanos ali presentes e após o discernimento foi realizado o processo de votação; e por maioria dos votos, Frederico Mastroangelo Simões Marques (Arquidiocese de Feira de Santana) foi reeleito Presidente do Conselho Estadual da RCC Bahia para o próximo biênio. Fred apresentou João Lucas como Secretário Geral e Fernando Filho como Tesoureiro, sendo aprovado pelos coordenadores. Para o Conselho Fiscal, foram indicados pelos membros do Conselho: Amistron Lira, Helber Clayton e Alexsandro Nonato como membros titulares e Ayrane Santos e Taciano Nascimento como membros suplentes.

Após a eleição, Fred falou ao Conselho: “Quero agradecer a Deus por todos aqueles que estiveram comigo ao longo desses dois anos, em tempo que peço à Ele que todas as decisões para este novo biênio sejam tomadas conforme o Seu coração”. 

A Assembleia Eletiva foi marcada por momentos de oração, escuta e profunda intercessão pelos coordenadores estaduais de ministérios, comissões, membros do Conselho Estadual, mantendo assim, a unidade entre todos da Equipe Estadual. 


A Formação Ética dos filhos

Em outubro, o Portal da Renovação Carismática Católica do Brasil vai apresentar alguns artigos que explanam assuntos relacionados aos valores da família, especialmente no que se refere à educação dos filhos. O assunto será abordado por membros do Ministério para as Famílias e do Ministério para Crianças e Adolescentes da RCCBRASIL.

Serão reflexões sobre a temática à luz de um dos últimos documentos que a Igreja abordou isso, a exortação apostólica Amoris Laetitia, do Papa Francisco.

Nesta série de textos, será tratado o capítulo sétimo da exortação que trata exclusivamente dos filhos. Sete temas serão abordados:

1.         Onde estão os filhos?

2.         A formação ética dos filhos

3.         O valor da sanção como estímulo

4.         Realismo paciente

5.         A vida familiar como contexto educativo

6.         Sim à educação sexual

7.         Transmitir a fé

======================================================

Confira o segundo texto:



A Formação Ética dos filhos

A formação ética dos nossos filhos passa por algo essencial, o relacionamento familiar, que nada mais é do que a maneira como a família se relaciona. “O desenvolvimento afetivo e ético de uma pessoa requer uma experiência fundamental; crer que os próprios pais são dignos de confiança” (Amoris Laetitia C. VII, no 263).

“Filhos obedeçam em tudo a vossos pais, porque isto agrada ao Senhor. Pais deixem de irritar vossos filhos, para que não se tornem desanimados” (Colossenses 3, 20 – 21).
Essa palavra traz um direcionamento para os filhos e para os pais. É a própria palavra orientando a relação de pais e filhos. Cada dia mais tem deixado de ser uma obrigação criar e educar os nossos filhos, e tem se tornado uma verdadeira missão!

Quando falamos de formação ética dos nossos filhos, três palavras devem estar presentes: referência, autoridade obediência.

Os pais são referência, segundo o Catecismo da Igreja Católica, parágrafo 1653: “os pais são os principais e primeiros educadores de seus filhos”. Daí, entramos em uma realidade bem complexa, haja vista que encontramos uma realidade bem diferente do que podemos dizer ideal. Muito mais importante que falar é agir. É preciso que suas atitudes sejam coerentes com aquilo que você faz, com aquilo que você vive.

autoridade a que nos referimos é a autoridade dada por Deus, é a unção de autoridade de pai e mãe que o próprio Deus derrama sobre nós na concepção do filho. Autoridade passa pelo amor, pelo acolhimento, pela orientação, por estar presente. Filho só passa a ter autoridade sobre si, quando paga as contas, o aluguel de seu apto, come de que compra e mora fora da casa dos pais.

A referência e a autoridade dos pais levarão a obediência dos filhos, os filhos só obedecerão se houver uma relação de respeito, a princípio com amor, e claro referência. Assim serão os nossos filhos quando tiverem de nós respeito e admiração ao ponto de seguirem nossos bons exemplos.

A reflexão deste texto nos fez relembrar algumas frases repetidas pelos nossos pais, quase que em forma de coro:

-“nós somos pobres, mas não devemos jamais perder a nossa dignidade e dar motivos para envergonhar a nossa família”;
-“se você achou, alguém perdeu. Se não tiver condição de devolver ao dono, deixe lá, não pegue!”;
-“quem se mistura com porcos farelos comem”...

Hoje vejo que, mesmo com pouco ou quase nenhuma instrução, quando nossos pais repetiam por diversas vezes essas frases estavam construindo a nossa formação ética, sem nunca terem lido um livro de ética moral e cívica. E tudo isso era reafirmado por atitudes coerentes com o discurso tantas vezes anunciado, por isso, o nosso papel nos tempos de hoje é de muita orientação e esclarecimentos, já que vivemos em outros tempos, porém uma coisa é essencial: o testemunho deve ser coerente com o discurso.

Lembro como se fosse hoje de minha mãe me questionando em casa sobre o aparecimento de um lápis em meu material escolar e de me fazer devolver ao dono na frente da professora, com a certeza de que na reunião de pais ela iria perguntar se eu havia entregado ou não. Atitudes como essa me fazem refletir ações até o dia de hoje.

Peçamos a Deus a graça e sabedoria para educarmos nossos filhos com valores éticos e cristãos, entregando à convivência social jovens, homens e mulheres com raízes fincadas nos bons princípios.

Josemar Araújo e Noélia P. Oliveira
Grupo de Oração Fé e Vida no Senhor
Coordenadores do Ministério para as Famílias– Arquidiocese de Vitória (SP).
Casal Secretário do Núcleo Nacional do MPF.
======================================================
Leia mais!
Leia  o documento completo que fala sobre o amor na família, a Exortação Apostólica Pós-Sinodal, Amoris Lætitia, do Papa Francisco. Leia já!

Oração à Sagrada Família
Jesus, Maria e José,
em Vós contemplamos
o esplendor do verdadeiro amor,
confiantes, a Vós nos consagramos.
Sagrada Família de Nazaré,
tornai também as nossas famílias
lugares de comunhão e cenáculos de oração,
autênticas escolas do Evangelho
e pequenas igrejas domésticas.
Sagrada Família de Nazaré,
que nunca mais haja nas famílias
episódios de violência, de fechamento e divisão;
e quem tiver sido ferido ou escandalizado
seja rapidamente consolado e curado.
Sagrada Família de Nazaré,
fazei que todos nos tornemos conscientes
do carácter sagrado e inviolável da família,
da sua beleza no projeto de Deus.
Jesus, Maria e José,
ouvi-nos e acolhei a nossa súplica.
Amém!

Fonte: Portal RCCBRASIL

Onde estão os nossos filhos?

Em outubro, o Portal da Renovação Carismática Católica do Brasil vai apresentar alguns artigos que explanam assuntos relacionados aos valores da família, especialmente no que se refere à educação dos filhos. O assunto será abordado por membros do Ministério para as Famílias e do Ministério para Crianças e Adolescentes da RCCBRASIL.

Serão reflexões sobre a temática à luz de um dos últimos documentos que a Igreja abordou isso, a exortação apostólica Amoris laetitia, do Papa Francisco.

Nesta série de textos, será tratado o capítulo sétimo da exortação que trata exclusivamente dos filhos. Sete temas serão abordados:

1. Onde estão os filhos?

2. A formação ética dos filhos

3. O valor da sanção como estímulo

4. Realismo paciente

5. A vida familiar como contexto educativo

6. Sim à educação sexual

7. Transmitir a fé


Confira o primeiro texto:


Onde estão os nossos filhos?
No documento Amoris Laetitia, o Papa Francisco nos escreve: “A família não pode renunciar seu lugar de apoio, acompanhamento, guia, embora tenha de reinventar seus métodos e encontrar novos recursos” (p. 159). Isso  revela a responsabilidade da família no atual momento social vivido pela humanidade, pois hoje, mais do que do que nunca, é indiscutível que a responsabilidade de educar encontra-se centrada na família e que os demais ambientes, tais como escola, igreja, clubes... são espaços de colaboração e contribuição desse processo formação. Não queremos dizer com isso, que os espaços acima mencionados não tenham responsabilidade nem importância na construção de personalidade (aspectos éticos, morais) do indivíduo, mas que a base do processo de formação deste, está centrada na dinâmica familiar e, em como os adultos conduzem o processo educativo da criança e do adolescente. A família foi e continua sendo o alicerce do ser humano. É o local onde este irá estruturar seus aspectos biopsicossocioeducacionais e internalizar emotivamente os processos básicos de afeto, respeito, solidariedade, cooperação, fraternidade, honestidade, segurança ou internalizará, ao contrário disto, outros componentes essenciais ou não para o convívio saudável ou doentio na sociedade.
Por isso, a tarefa de amar, educar e se comprometer com o processo educativo está centrado no adulto (sejam pais, professores, missionários da igreja..)  e todas as pessoas que participam de alguma forma do desenvolvimento do indivíduo, desde a infância até a fase da adolescência.  Passando esse período é o próprio indivíduo que cuidará de si e dos demais que estão à sua volta.
Podemos confirmar o que foi mencionado anteriormente com a citação:
A criança deve passar por um longo período de interação e dependência dos adultos. De fato, o seu crescimento acontece segundo os conhecimentos científicos de maneira bastante previsível; o ambiente, ao contrário, deveria fornecer o apoio indispensável para favorecer o processo de desenvolvimento; as metas de chegada evolutivas são atingidas graças à interação das potencialidades biológicas com a ação formativa da cultura e dos afetos. (...) Esses sinais são captados e interpretados por aqueles que formam o primeiro núcleo interativo, entendido como a família e, especialmente a mãe, dando origem àquelas experiências significativas que modelarão o indivíduo, permitindo o desenvolvimento de sua personalidade. De fato, os traços característicos do comportamento do adulto dependem, em grande parte, dos acontecimentos e da influência do período infantil, especialmente dos primeiros anos de vida.
(Bontempi e col,  p.23, 2013)

Sendo assim, poder buscar o equilíbrio na forma de educar as crianças é fundamental para que saiba amar, compreender o que está a sua volta e se proteger de ameaças do meio ambiente e até mesmo de outros indivíduos que podem ser do seu convívio ou não, mas que podem lhes proporcionar vivências traumáticas de ordem emocional, física e sexual.
Com isso, compreendemos que superproteger, também impede o indivíduo de amadurecer e vislumbrar a possibilidade de se autocuidar, necessitando sempre que o outro lhe aponte situações de perigo, ou de tranquilidade. Desta forma, evidenciamos que possibilitar a construção saudável do indivíduo, não é fácil, mas é necessário que cada adulto assuma sua responsabilidade de criar os filhos, possibilitando-os amadurecer psíquica e biologicamente através de um comportamento de equilíbrio frente ao mesmo.
“Portanto, para criar filhos, é preciso que homens e mulheres partilhem a função de prover e de cuidar” (Maldonado, p.6). Por isso, é essencial repensar as nossas feridas e tratá-las para cuidar bem do próximo (da criança) e, assim, o ciclo que se estabelecerá será o de amor, carinho e confiança. O adulto ferido, cria e estimula feridas na criança. Conforme diz Rosa Cukier, todo adulto tem uma criança ferida, ou curada que assim como discorrido, irá imprimir na criança os frutos saudáveis ou doentios do próprio coração.
“...o essencial é o compromisso de amar e de cuidar”. (Maldonado, p.6)
Sendo assim, é indispensável que repensemos nossa própria existência, para que desta forma possamos proporcionar a criança e ao adolescente uma existência baseada em princípios éticos e morais, onde a autoproteção e cuidado mútuo estejam presentes, impedindo que o indivíduo ponha em risco a própria vida e a vida das pessoas que o cercam. Assim, utilizará de uma liberdade consciente, onde o princípio básico de amor, afeto e cuidado sempre estarão presentes permeando a sua ação na sociedade.
Termino então, utilizando mais uma vez o que foi discorrido pelo nosso Papa: “Assim, a vida virtuosa constrói a liberdade, fortifica-a e educa-a, evitando que a pessoa se torne escrava de inclinações compulsivas desumanizadoras e antissociais”, quando são marcadas pelo equilíbrio do amor, afeto e cuidado.

Débora Alessandra de Souza- CRP 05/22591
Grupo Mãe da Divina Providência - São Gonçalo (RJ)

Referências Bibliográficas
BONTEMPI, Ana Maria e Col. A educação emotivo-afetiva na escola de educação infantil. São Paulo.  Ed.Paulinas, 2013
MALDONADO, Maria Tereza. Os primeiros anos de vida. São Paulo. Ed. WMF,2014.
MENA, Janel Gonzalez. Fundamentos da Educação Infantil. São Paulo. Ed. Pensa, 6º edição, 2015.
GIMAEL E AGUIAR, Patrícia e Selma. Infância Vivenciada. São Paulo. Ed. Paulinas, 2013.

Sobre a autora
Débora Alessandra de Souza é psicóloga clínica e escolar, Tatadramatista, mestre no ensino das ciências da saúde e do meio ambiente, especializada em Psicomotricidade e Psicopedagogia, formanda em Psicodrama e estudante do Método Floortime.
======================================================
Leia mais!

Leia  o documento completo que fala sobre o amor na família, a Exortação Apostólica Pós-Sinodal, Amoris Lætitia, do Papa Francisco. Leia já!

Oração à Sagrada Família

Jesus, Maria e José,
em Vós contemplamos
o esplendor do verdadeiro amor,
confiantes, a Vós nos consagramos.

Sagrada Família de Nazaré,
tornai também as nossas famílias
lugares de comunhão e cenáculos de oração,
autênticas escolas do Evangelho
e pequenas igrejas domésticas.

Sagrada Família de Nazaré,
que nunca mais haja nas famílias
episódios de violência, de fechamento e divisão;
e quem tiver sido ferido ou escandalizado
seja rapidamente consolado e curado.

Sagrada Família de Nazaré,
fazei que todos nos tornemos conscientes
do carácter sagrado e inviolável da família,
da sua beleza no projeto de Deus.

Jesus, Maria e José,
ouvi-nos e acolhei a nossa súplica.
Amém!

Fonte: Portal RCCBRASIL

Você já pode se inscrever para a ENACOM 2019

Atenção porque a notícia é boa! Estão abertas as inscrições para a Escola Nacional de Comunicação da RCCBRASIL 2019. A ENACOM vai acontecer de 13 a 20 de janeiro de 2019, na Faculdade Canção Nova, em Cachoeira Paulista (SP).

Comunicadores e lideranças de todo o Brasil são convidadas a participarem desse momento que responde a uma necessidade dos tempos atuais: uma evangelização estratégica e assertiva. Será uma semana inteira de muita oração, formação e prática com foco na mensagem de Pentecostes.

A edição 2019 traz o tema “Pensando e produzindo conteúdo audiovisual para espalhar a mensagem de Pentecostes pelo Brasil”. Segundo o coordenador nacional do Ministério de Comunicação, Jersey Simon, ogrande diferencial dessa escola será oconteúdo de marketing digital e estratégico oferecido durante esses dias. “O próprio ambiente onde o evento será realizado, a Faculdade Canção Nova, fala muito sobre a estrutura que que queremos oferecer, de formação cristã, acadêmica e profissional”, partilhou o coordenador, que ainda completou: “Teremos à nossa disposição os laboratórios da Faculdade, bem como os estúdios da TV e Rádio Canção Nova”.

Uma das presenças confirmadas no evento é a da presidente do Conselho Nacional da RCCBRASIL, Katia Roldi Zavaris, que participará do encerramento da Escola, na formatura.

Professores e Disciplinas

Na grade de professores, há doutores, mestres e profissionais experientes na Igreja e no mercado profissional e lideranças da Renovação Carismática Católica no Brasil.  

Serão diversas disciplinas, entre elas estão:

- A comunicação no contexto atual

- História da Comunicação

- Introdução à psicologia da Comunicação   

- Visão de Comunicação da RCC do Brasil

- Reputação e imagem Institucional e Gestão de crise

- Assessoria de imprensa;

- Inculturação do Evangelho e a pós modernidade

- Introdução à Comunicação no Rádio, produção de programas e conteúdo para web rádio;

- Produção de Podcasts;

- Laboratório de Edição de áudio;

- Introdução à criação de vídeo para a internet;

- Oficina de roteiro e storytelling;

- Marketing digital e presença on-line;

- Planejamento e estratégia de conteúdo;

- Mensuração de resultados nas mídias sociais;

- e muito mais!!

Além de momentos de oração e das aulas, o aluno que se inscrever para a ENACOM vai realizar uma visita guiada na Basílica de Nossa Senhora Aparecida e conhecer os estúdios da TV Aparecida, na cidade de Aparecida (SP).

O valor de inscrição para a ENACOM 2019 inclui a hospedagem e alimentação completa para os dias do evento, a visita ao Santuário Nacional e inscrição para o Encontro Nacional de Formação, o ENF 2019 (09 a 13 de janeiro, na Canção Nova).



Inscreva-se agora mesmo para esse grande evento da RCCBRASIL que pode ajudar você, o seu Grupo de Oração, Diocese e todo o Brasil a propagar ainda mais a mensagem do Evangelho, tornando assim o Espírito Santo mais conhecido e amado.

Conheça o hotsite da ENACOM 2019 (www.rccbrasil.org.br/enacom) e fique por dentro de tudo. Para mais informações, entre em contato com o Departamento de Eventos do Escritório Nacional da RCCBRASIL pelo telefone (12) 3151-9999, (12) 98257-0027 ou pelo e-mail   departamento.eventos@rccbrasil.org.br.

Ministério para as Crianças passa a ser chamado Ministério para Crianças e Adolescentes

Nossas crianças cresceram e os Grupos que antes estavam com muitas crianças, agora também acolhem os que vivem essa transição. Sendo possível contemplar em todo o Brasil um crescente número de adolescentes que participam da evangelização em nossos Grupos de Oração.

Devido ao crescimento em todo o Brasil de suas atividades, o Ministério para as Crianças da RCCBRASIL passa, a partir de 2018, a ser chamado Ministério para Crianças e Adolescentes. A mudança já está em vigor.

O trabalho da Renovação Carismática Católica com adolescentes começou como um projeto (AdoleSantos), mas, devido à expansão e necessidade de um atendimento especial para esse público, a alteração no nome do Ministério teve por objetivo fazer com que os evangelizadores preparem ações específicas para cada público e que aqueles que pelo próprio processo de transição não se sentem crianças e ainda não são jovens. Que os adolescentes digam: "esse é o meu lugar, aqui crescerei em santidade, enfrentando os desafios de ser um Adolescente Santo"!

A alteração na nomenclatura foi aprovada pelo Conselho Nacional da RCCBRASIL, durante reunião que aconteceu de 19 a 23 de setembro, em Aparecida (SP). “Nossos adolescentes já não são mais crianças e devem ser tratados como tais (...). Eles vivem uma fase de descobertas e conflitos, precisamos atender cada um na sua necessidade”, comentou a coordenadora nacional do Ministério para Crianças e Adolescentes Anabelly Medeiros Lopes.

"E Jesus crescia em estatura, em sabedoria e graça, diante de Deus e dos homens." (Lc 2, 52)

Fonte: Portal RCCBRASIL

Conselho Nacional define tema do ano 2019

Reunido em Aparecida (SP) desde a última quarta-feira, 19, o Conselho Nacional da Renovação Carismática Católica do Brasil buscou, à luz do Espírito Santo, o discernimento para o tema que direcionará todos os trabalhos do Movimento em 2019.

Em oração intensa, o Conselho Nacional discerniu que o tema para o próximo ano será: “O amor de Deus foi derramado em nossos corações pelo Espírito Santo que nos foi dado" (Rm 5,5).

Este tema será trabalhado em conjunto com a moção "Comunhão fraterna", dada em preparação espiritual para o Jubileu de Ouro da RCCBRASIL que acontecerá em 2019. De acordo com a presidente do Conselho Nacional, Katia Roldi Zavaris, "nos 50 anos da RCC no Brasil, o Senhor quer que vivamos o amor verdadeiro". Ainda conforme a presidente, “não tem como viver o amor, sem viver a unidade”.

O assistente eclesiástico da RCCBRASIL, Dom Alberto Taveira Corrêa, lembrou a oração de Jesus presente no Evangelho de São João capítulo 17, onde segundo ele, "Jesus reza por nós, para que sejamos esse amor dentro da Igreja".

Na reunião do Conselho Nacional também foram discernidos os temas que serão trabalhados nos encontros de Carnaval, no Pentecostes e nos Cenáculos com Maria. Confira abaixo:

Tema do Ano
“O amor de Deus foi derramado em nossos corações pelo Espírito Santo que nos foi dado” (Rm 5,5b).

Tema do Carnaval
“Deus nos amou primeiro” (1Jo 4,19b). 

Tema de Pentecostes
 “Unidos de coração vivemos um novo Pentecostes” (cf. At 2,1-4).

Tema Cenáculo com Maria
 “Visitados por Maria, visitados pelo Amor” (cf. Lc 1, 39-45).

Em breve, será divulgada a arte do tema do ano e disponibilizada para download. Assim como a versão infantil, para ser trabalhada pelo Ministério para as Crianças.

Fonte: Portal RCCBRASIL

RCC de Paulo Afonso promoveu o XXI Vinde e Vede

A Renovação Carismática Católica (RCC) de Paulo Afonso realizou, nos dias 15 e 16 de setembro, o XXI Vinde e Vede. com pregações, louvores, adoração e missas, o encontro foi marcado pelo forte testemunho do cantor católico Cosme, ex-traficante do Rio de Janeiro e que há 38 anos se converteu à Igreja Católica por meio da RCC. 

A quadra do IFBA mais uma vez parecia pequena para o público que se fez presente. Pessoas dos diversos grupos de oração da Diocese de Paulo Afonso falaram sobre os momentos de adoração e de oração, em que clamaram pedindo o Espírito Santo. Muitos se sentiram alcançados pela graça de Deus e relataram curas: de ressentimentos passados, de traumas, curas físicas. As pessoas chegam necessitadas da benção de Deus e saem revigoradas e sentem suas forças renovadas para seguir caminhando.

Cosme e equipe do show
O evento contou com as pregações de: Ana Paula, da comunidade Arca da Aliança - Missão Paulo Afonso; Ayrane Santos, coordenadora da RCC na Diocese de Paulo Afonso; Pe. Adriano Carvalho, da paróquia de Nossa Senhora do Perpétuo Socorro. Mas, o grande destaque ficou mesmo por conta do testemunho do cantor católico Cosme, do Rio de Janeiro, que durante o encontro relatou sua experiência antes de conhecer a Deus, se envolvendo no mundo das drogas muito jovem, vindo a se tornar um traficante muito influente. Convertido em 1980, descobriu na música uma forma belíssima de evangelizar. Cosme apresentou no show do sábado (15) seus maiores sucessos, sendo acompanhado pelo ministério de música da RCC de Paulo Afonso.

Passaram pelo encontro os padres Edinaldo Santos, Pe. Roni e Frei José Nemézio, que atenderam as confissões e conduziram os momentos de adoração. O evento foi encerrado com a missa presidida por Dom Guido Zendron, que refletiu junto ao público sobre a leitura de São Marcos, capítulo 8, versículos 34 e 35: "Se alguém me quer seguir, renuncie a si mesmo, tome a sua cruz e me siga. Pois, quem quiser salvar a sua vida, vai perdê-la; mas, quem perder a sua vida por causa de mim e do Evangelho, vai salvá-la."

A equipe organizadora agradeceu a colaboração dos grupos de oração, na doação de tortas e de outros alimentos, bem como no apoio e acolhimento durante todo o evento.

Sobre o cantor Cosme

Os eventos com Cosme atrai milhares de fiéis que pulam e dançam os grandes sucessos, como “Marchando para o Senhor”, “Homenzinho Torto”, “Me Faz Novo e Cante”, “Dance”, além de canções que fazem a galera sair do chão, como “Pipoca e “Dança do Esquisito”.

Nascido no Rio de Janeiro, Cosme não se considera um cantor, mas um animador. Segundo ele, seu ministério expressa a alegria de ser uma testemunha viva da misericórdia de Deus, que o resgatou do mundo das drogas nos morros cariocas, onde viveu no seio de uma família pobre e desestruturada e cresceu em meio ao tráfico de drogas. Chegou a comandar três favelas do Rio, entre elas a de Vigário Geral. Aos 20 anos, participou de um encontro na paróquia no ano de 1980 e neste evento converteu-se à causa do Evangelho. Atualmente é funcionário público da Casa Civil, está casado e é pai de dois filhos. 

Viajando por todo o Brasil, com seu testemunho de vida, Cosme tem levado os corações a celebrar, com alegria e amor, a presença do Deus Vivo no meio do seu povo.