Slider

Vídeos

Notícias

Ministérios

Artigos

Formação e Espiritualidade

RCC Brasil

Dioceses

» » » » » » Oração com Propósito e Propósito de Oração

“Deixemos de lado tudo o que nos atrapalha e o pecado que se agarra em nós. Corramos com perseverança na corrida, mantendo os olhos fixos em Jesus, autor e consumador da fé. Em troca da alegria que lhe era proposta, ele se submeteu à cruz, desprezando a vergonha, e se assentou à direita do trono de Deus. Para que vocês não se cansem e não percam o ânimo”. (Hb 12, 1-3)


O que seria realmente mais importante do que caminhar e saber para onde se está indo? Porque não basta apenas caminhar! Uma caminhada sem saber onde se quer chegar é correr riscos de desanimar, desistir no caminho, é gastar tempo sem foco. O povo de Deus se perde quando não para e ouve a voz de Deus.

O que de início parece ser igual, não é, existe uma real diferença entre oração com propósito e propósito de oração. A oração com propósito é feita quando existe a real intenção de aonde se quer chegar ao se aproximar de Deus através daquela oração; quando se estabelece um objetivo a alcançar, quando se sabe o intuito de fazê-la; não é o ato de “fazer por fazer”, mas sim, uma ação com foco. Já o propósito de oração é um mecanismo pré-estabelecido a partir do direcionamento dado por Deus, uma forma organizada de se orar com duração e tempo, com meios definidos a partir de uma escuta profética.

O interessante para vida de oração cristã é que o foco do olhar espiritual do cristão é Jesus Cristo, “olhos fixos em Jesus” (Hb 12, 2). A oração com propósito é a auto-revelação da fé daqueles que acreditam, daqueles que crêem e se colocam de ante de um Deus que os esperam sempre na oração (Ez 22,30). O propósito de oração organiza e faz frutificar o crescimento e a maturidade da caminhada cristã.

Mediante os relatos bíblicos podemos constatar que a ordem, a organização do povo de Deus na vida de oração é pré-requisito para a vitória, como por exemplo: as sete voltas durante sete dias para a queda das muralhas de Jericó por Josué e o povo (Js 6, 1-27). Os quarentas dias e quarenta noites de jejum e oração de Jesus no deserto (Mt 4, 1-2), e números exemplos que nos leva a entender como o Senhor age de forma organizada na condução dos seus.

Para que todo propósito de oração seja um bom propósito faz necessário ter convicção, pois, uma alma resoluta, decidida, repleta de decisão é capaz de mover montanhas pela força de sua oração, com resolução se vence as forças do inferno, e se chega mais rápido a alcançar as realizações das promessas de Deus.

Precisa-se de fé, acreditar no que está fazendo. Por exemplo: um animal, uma gansa (ave) que ao chocar seus ovos por instinto deita-se no ninho sobre todos eles, mesmo sem saber se todos irão ser filhotes até o final da reprodução, ela realiza o ato e espera até se cumprir o período de encubação. Imaginemos nós racionais, batizados, que temos o dom da fé e a certeza do que buscamos? Podemos sim, ser firmes e resolutos em nossos propósitos de fé até a conclusão dos mesmos.

Compromisso e ordem são também essenciais, porque temos um Deus organizado que não age em meio a confusões e desordens, e também sabe quem são os filhos e servos fiéis aos compromissos. Um projeto de vida de oração organizado é a certeza de um relacionamento recíproco com Deus.

Já o que se alcança em um bom propósito de oração submetido ao Espírito Santo de Deus, são pontos positivos incontáveis para vida daqueles que o fazem. É certeza que será encontrada uma nova e maior intimidade com o Senhor nosso Deus; adquirirá um testemunho da graça alcançada com a perseverança, aprenderá a orar com disciplina, ordem e dedicação; receberá como dom de Deus a capacidade de ajudar os necessitados; a fortaleza como dom de Deus repousará sobre o coração que se abre a uma condução de um propósito de oração.

Lembrando que todo propósito de oração, assim como também a oração, devem estar submetidos ao Espírito Santo de Deus, e devem iniciar a partir de um direcionamento de Deus; não se deve jamais iniciar como uma proposta qualquer, mas com desejo de mudança de vida e conversão. Todo conhecedor da verdade que é Cristo, caminha de passos firmes com a Santa Igreja e seus ensinamentos.

Chegando até aqui precisamos entender que não é possível se aproximar de Deus sem fé, sem oração e sem propósito de caminhar decididamente com Ele, o grande Eu Sou. Permitamos hoje ser conduzidos pelo Espírito Santo e ao aproximarmos dele busquemos o desejo de ser despertada em nós oração com propósito e propósitos de oração para a salvação de almas, para edificação de nossa casa (coração), para crescimento espiritual e consequentemente a edificação do Reino de Deus. Pensemos, pois, pode nos restar pouco tempo, porém, nada será desperdiçado se conduzidos pelo Espírito de Deus formos em direção do que precisamos alcançar.


Eric Batista Figueiredo
Coordenador Estadual do Ministério de Intercessão
Grupo de Oração O Pai Me Ama
Diocese de Caetité / BA

«
Next
Postagem mais recente
»
Previous
Postagem mais antiga